Dia Internacional do orgulho LGBTQIA+

Porque se você é “humano”, você é também LGBTQIA+, mulher, idoso, criança, e tem qualquer religião, ou nenhuma deles.

E, sim, você é negro, africano, asiático, indígena nas américas, indiano no sub-continente, latino nos EUA, imigrante, colonizador, ou colonizado. Você é até “branco azedo”, porque tudo isso somos nós.

A afirmação, e o reconhecimento de direitos, enriquece a grande família humana em diversidade e pluralismo, e nos torna mais e melhores. A emancipação da própria humanidade depende da emancipação de cada possível identidade humana, socialmente reprimida.

Da próxima vez em que você ver um casal de seres humanos de qualquer gênero-etnia-religião-origem, demonstrando afeto em público, admire esse amor, e se permita crescer com ele.