Senado rejeita minirreforma trabalhista

Após a repercussão negativa da aprovação, na Câmara dos Deputados, do texto base da MP 1045/2020, o Senado Federal rejeitou nesta quarta-feira (01/09/2021) o texto encaminhado pela Câmara. Desta forma, as propostas de alteração à CLT, não serão mais implementadas. A MP representava um grave ataque aos direitos trabalhistas, sob a velha e conhecida falsa justificativa de geração de empregos.

A derrota governista impede, por hora, o avanço da atuação do Estado como defensor dos interesses do capital em detrimento da classe trabalhadora.

Bolsonaro libera a fake news

Nesta quinta-feira (02/09/2021), foi sancionada, com quatro vetos, a lei que revoga a Lei de Segurança Nacional. Curiosamente, um dos trechos vetados é a punição para “comunicação enganosa em massa”, justamente, o objeto de inquérito em curso no Supremo Tribunal Federal, onde o Clã Bolsonaro é um dos principais investigados na promoção de ataques à democracia e às instituições.

Este é apenas mais um exemplo de como Bolsonaro utiliza o Estado para proteção de seus interesses.