Viva a liberdade de imprensa

Hoje celebra-se o dia da liberdade de imprensa, portanto, uma oportunidade de reflexão sobre como esse valor democrático é constantemente mitigado e as perspectivas que devemos traçar para a defesa de uma imprensa verdadeiramente livre.

Em nosso país, a liberdade de imprensa é reprimida, seja por meio da coação por políticos reacionários de inclinação fascista, seja por meio do controle da difusão da informação por grandes monopólios de mídia com amplo histórico de apoio a golpes de Estado e regimes empresariais-militares; interferência direta em processos eleitorais; entrega do patrimônio nacional e intensas campanhas de propaganda a favor da supressão dos direitos da classe trabalhadora.

Uma imprensa livre não é uma imprensa amordaçada e censurada, muito menos uma imprensa golpista e comprometida com os interesses privados do capital estrangeiro.
A liberdade de imprensa deve ser defendida firmemente frente a esses ataques!

Devemos sempre prestar o amplo apoio aos veículos independentes que atuam de forma verdadeiramente democrática.
Dedicamos essa mensagem à luta daqueles que atuam pela difusão da informação entre o povo!

Viva a liberdade de imprensa! Abaixo a censura e os monopólios!
Por Nathan Carminatti, estagiário no Núcleo Social.